O trabalho de SEO envolve diversas ferramentas. Conheça as principais ferramentas SEO e saiba como elas funcionam.

Ferramentas de SEO: conheça as 10 principais e saiba para o que servem

Todo profissional de SEO, assim como mecânicos e marceneiros, deve ter uma caixa de ferramentas. Assim como as chaves de fenda, serrotes e martelos facilitam o trabalho nas oficinas, as ferramentas de SEO deixam o trabalho do marketing digital mais fácil.

Neste artigo, você vai conhecer quais são as principais ferramentas SEO e conhecer um pouco sobre a função de cada uma delas.

1. Google Analytics


O Google Analytics é uma das ferramentas de SEO mais conhecidas no mercado. Muitos profissionais a utilizam — inclusive, fora do marketing de digital — para os mais diversos objetivos.

A solução do Google funciona não apenas para mensurar fontes de tráfego e conteúdos mais acessados, filtrando por usuários, sessões, visualizações de página etc. É possível, no Analytics (“GA”, para os íntimos), analisar faturamento, conversões de página, leads e verificar o comportamento dos usuários dentro das páginas.

E o melhor de tudo: o Google Analytics possui versão gratuita com a maioria dos recursos disponíveis.

2. Google Search Console

O Google Search Console é, por assim dizer, o irmão e melhor amigo do Google Analytics. Se o GA tem como principal função identificar fontes de  tráfego e entregar números e comportamentos orgânicos e não-orgânicos, o Search Console é 100% dedicado ao tráfego orgânico.

Além de fornecer dados sobre cliques e impressões — e, consequentemente, o CTR (Click Through Rate) das páginas, ou seja, a porcentagem de cliques, o Search Console é excelente ferramenta para diagnósticos e resolução de problemas.

A ferramenta do Google permite solicitar indexações e reindexações do Google, testar a presença de URLs no Google, testar formatos e solicitar ao Google a resolução de problemas. Também é possível incluir o endereço de Sitemaps.

O Google Search Console também é totalmente gratuito.

 

3. SEMrush

O SEMrush é uma espécie de “multitool” na caixa de ferramentas do SEO. Isso porque o SEMrush consegue fazer uma análise eficiente no posicionamento de palavras-chaves (suas e dos concorrentes), análise de backlinks, análise da saúde do site, além de conter informações sobre tráfego, principais fontes de acesso e autoridade do domínio.

O ouro do SEMrush, no entanto, é a pesquisa de palavras-chave. É possível verificar, entre outras informações, volume de busca de cada termo, dificuldade de ranqueamento orgânico e estimativa de CPC (custo por clique). Tudo isso com suporte às informações do Brasil.

A parte ruim: para utilizar a maior parte das funções do SEMrush é preciso pagar. 

 

4. Ubersuggest

O Ubersuggest é uma ferramenta criada pela Neil Patel, empresa homônima de um dos profissionais mais conhecidos no mundo do marketing digital em todo o planeta. Em linhas gerais, é uma ferramenta bem parecida com o SEMrush, porém, com visual um pouco mais simplificado — o que, para alguns usuários, pode ser uma vantagem.

É bem eficiente para pesquisas de palavra-chave e conta com a funcionalidade de exibir a dificuldade de ranquemento do termo em audiência orgânica e audiência paga. Logo, pode ser utilizada também por profissionais de mídia de performance e ads.

A ferramenta pode ser usada gratuitamente, porém, com limitações. A extensão para Google Chrome é gratuita e muito funcional.

5. Woorank

Tanto o site quanto a ótima extensão para Google Chrome são muito úteis para fazer diagnósticos de SEO. Em poucos cliques, a ferramenta mostra informações como title tag, meta-description, preview do snippet no Google, heading tags, atributos alt de imagem, robots.txt, sitemaps, otimização mobile etc.

Pelo site, é possível testar o Woorank gratuitamente por 14 dias. Depois disso, só pagando. Por outro lado, a extensão para Chrome é gratuita e uma mão na roda para o trabalho de SEO.

 

6. PageSpeed Insights

Outra ferramenta do próprio Google, o PageSpeed Insights é fundamental para análises de velocidade e tempo de carregamento. Gratuita e intuitiva, o PageSpeed oferece pontuações de velocidade tanto para páginas mobile quanto para desktop.

Além de mostrar a pontuação, a ferramenta faz um diagnóstico com o que está errado e sugere melhorias.

O PageSpeed Insights é gratuito.

 

7. GTMetrix

O GTMetrix é ótimo para estudos de velocidade e tempo de carregamento de sites. É tão intuitivo quanto o PageSpeed Insights e consegue apresentar um gráfico em cascata (waterfall) do tempo de carregamento de cada parte do site.

É gratuita para a maioria das funções e bem importante para o trabalho de SEO

 

8. AnswerthePublic

O AnswerthePublic é praticamente um auto-completar do Google com anabolizantes. A ferramenta permite escolha de país e de idioma, além, claro, do termo em si.

Inserindo o termo “seo”, filtrando por língua portuguesa e Brasil, aparecem as opções “é” (“é seo”, “seo é pago”, “seo é sigla” etc), “o que” (“o que seo faz”, “o que seo”, “o que seo google”, entre outros).

Também há as derivações “como”, “por que”, “quem”, “quando”, “onde” e “qual” — todos esses também com subtemas.

É possível utilizar o AnswerthePublic gratuitamente, com limitações em número de pesquisa.

 

9. Yoast SEO

O Yoast é um dos plugins mais conhecidos para WordPress no mercado. A ferramenta permite que inserções de meta-description e title tag nas páginas, além de oferecer um diagnóstico no conteúdo, com recomendações de como otimizar melhor texto e imagens para SEO.

Existem duas versões do Yoast SEO: a gratuita, em que boa parte das funcionalidades estão liberadas, e a premium, com mais opções.

 

10. Screaming Frog SEO Spider

O Screaming Frog SEO Spider é uma ferramenta SEO muito importante para diagnósticos e análises aprofundadas de sites. A principal funcionalidade é simular o comportamento do robô do Google e, a partir daí, oferecer um diagnóstico das páginas internas do site.

Com isso, é possível encontrar cadeias de redirecionamentos, links quebrados, URLs canônicas com problemas entre outras rotinas.