mídia programática

Entenda a influência dos dados no planejamento e execução de campanhas de Mídia Programática

O processo de compra e venda de espaços publicitários era mais complexo antigamente. Hoje em dia, é possível fazer toda a negociação de forma automatizada, em apenas alguns segundos, com a mídia programática

Uma estratégia de Marketing Digital eficiente que mostra os anúncios apenas para usuários que têm interesse naquele produto ou serviço.

É uma estratégia muito eficiente que eleva os resultados de qualquer empresa no ambiente digital. O motivo? A mídia programática utiliza a análise e interpretação de dados durante as negociações.

É por meio dessas informações que os anúncios são segmentados e trazem leads qualificados para os sites das organizações. Essa estratégia vem se popularizando mundo afora, conhecida como a revolução do mercado de anúncios no ambiente digital.

Segundo pesquisas da IAB Brasil, em 2018, as ferramentas de mídia programática movimentaram cerca de R$16 bilhões no mercado, tendo um avanço surpreendente em relação a anos anteriores.

Ao longo dos anos, até 2021, essa estratégia continuou crescendo e ganhando espaço entre as estratégias de marketing digital de diversas empresas. 

Para todos que querem alavancar os resultados do negócio na internet rapidamente, sem investir muito, conheça a estratégia mídia programática. 

 

Como funcionam os anúncios de mídia programática?

Como antecipamos, mídia programática é uma estratégia automatizada para a compra e venda de anúncios. Neste modelo, as negociações são feitas a partir de um software que intermedia todo o processo.

Sem interferência humana, telefones, emails e reuniões – como eram negociados os espaços publicitários alguns anos atrás. Como funciona? Existem plataformas que fazem esse intermédio.

Essas plataformas recebem o inventário dos sites que têm espaços publicitários “à venda” e também das empresas que querem vincular anúncios nas páginas digitais. Ou seja, os programas unem os veículos publicitários e anunciantes de forma rápida, eficiente e sem burocracia.

A estratégia de mídia programática envolve uma série de termos complicados. Nosso intuito é descomplicar o tema e por isso, explicaremos como funciona na prática.

Basicamente, quando um usuário acessa o site em que há espaços publicitários à venda, o programa dá um comando dizendo “liberou um espaço para anúncio no site x”. 

Então, as empresas que já demonstraram interesse naquele site começam uma negociação por meio de um leilão online em tempo real. Desta forma, a empresa que der o lance mais alto, consegue anunciar naquele espaço publicitário.

Todo esse processo é feito em milésimos de segundos, enquanto a página carrega ao usuário. Muita tecnologia, não é mesmo? Fica ainda mais interessante ao pensar que são anúncios extremamente segmentados.

 

Papel dos dados em campanhas de mídia programática 

A mídia programática é uma estratégia extremamente segmentada e assertiva. Isso porque atinge exatamente aquele usuário que tem interesse no produto ou serviço anunciado.

Esse resultado impressionante se dá porque as plataformas de mídia programática permitem que os anunciantes escolham onde (em qual site demonstram interesse), como (quais os formatos dos criativos) e para quem (público-alvo) desejam anunciar.

Então, a empresa demonstrará interesse nos sites que tenham a audiência jovem, de pessoas entre 19 e 24 anos, solteiros e que curtam esportes, por exemplo. Também poderá selecionar como o anúncio será feito: display, vídeo, áudio, native ads, out of home ou TV. 

Desta forma, o anúncio em mídia programática é uma forma de anunciar exatamente para o perfil de pessoas que possam se interessar pela marca, indicando qual intenção de compra o usuário deve ter, assuntos de interesse ou pelo nível de interação já existente com a marca anunciante.

É uma ferramenta muito tecnológica e eficiente. De fato, revolucionária. Um benefício interessante: nessa estratégia, as empresas investem de acordo com os resultados.

O anunciante paga apenas pelas impressões que obter. Ou seja, se ninguém ver o anúncio, não terá prejuízo algum. Se for um sucesso, pagará alguns centavos ou reais – é uma estratégia muito barata, com ótimo custo benefício – por cada usuário que ver a propaganda.

Essa estratégia tem apenas vantagens!


Como fazer mídia programática?

Você deve estar pensando “Se o processo é todo automatizado, não é preciso de ajuda de profissionais para fazer mídia programática.” É verdade, as empresas não precisam de ajuda especializada para colocar essa estratégia em prática.

É apenas recomendável que profissionais de marketing digital sejam acionados para a realização de anúncios por essa estratégia. Isso porque, apesar de automatizado, essa estratégia precisa de planejamento e pesquisas de plataformas. 

Também é necessário trazer um público-alvo certeiro para que a campanha seja eficiente e escolher os espaços publicitários mais adequados para seu negócio. Ou seja, é preciso expertise no assunto para colher tantos benefícios.

Todo o processo é feito em tempo real, assim como possíveis alterações e análises de rendimento. Com um  profissional, conseguirá entender se o anúncio está sendo efetivo, se o lance precisa ser maior ou se a escolha do veículo não foi tão assertiva.

O melhor de tudo é que ao identificar essas questões, poderá otimizar as configurações da campanha com apenas alguns cliques e trazer melhores resultados. 

 

Conheça a ROI Mine

A ROI Mine é uma agência de marketing digital data driven, ou seja, guiada por dados. Temos toda a expertise necessária para trazer resultados excelentes para empresas de qualquer porte ou segmento por meio da estratégia mídia programática.

Contamos com uma equipe especializada, extremamente capacitada, para a realização desses anúncios. Entre em contato e saiba mais como aumentar seus resultados no ambiente digital rapidamente!