Principais erros cometidos por empresas na Black Friday

Principais erros cometidos por empresas na Black Friday

Por ROI Mine

Seja para aumentar o faturamento anual, sair do vermelho ou fazer o estoque de mercadoria girar; todo bom e-commerce espera ansioso pela Black Friday. No entanto, apesar de ser uma das datas mais aguardadas, algumas empresas continuam cometendo os mesmos deslizes ano a ano. 

A competição é ainda mais acirrada para conseguir conquistar a atenção e confiança dos consumidores na Black Friday, mas para ter sucesso, certifique-se de não cometer nenhum erro de nossa lista.

1.Campanhas para última hora

As campanhas de marketing digital precisam ser criadas com base em análise de dados, portanto o quanto antes você investir em uma estratégia de Black Friday, mais cedo ela apresentará resultados melhores, uma vez que haverá tempo para análises e correções. O trabalho com SEO também precisa ser aplicado com antecedência – seja para melhorar a experiência do usuário dentro do site, ou mesmo para conseguir um bom posicionamento no ranking Google.

2. Controle a margem de contribuição

O valor da margem de contribuição é o que sobra após a dedução de custos e despesas variáveis direta do produto (impostos, comissões, taxas). Dar um desconto muito alto, apenas para alcançar o percentual da concorrência pode fazer com que a empresa pague para vender o produto. Após a criação da oferta atente-se a este valor.

3. Ofertas enganosas

As ofertas enganosas, cujos preços  subiram para baixar de forma simulada, são um desserviço para a data e prejudicam a todos os e-commerces de maneira geral, uma vez que o consumidor deixa de acreditar nos descontos oferecidos, perdendo o interesse pela data. Já existem diversas plataformas independentes de comparação de preços que mostram as variações mês a mês do preço do produto.

4.Site lento

Mesmo que o seu site possua tempo de carregamento adequado, considere que na Black Friday o número de acessos deve aumentar significativamente. A equipe técnica precisa atestar que o e-commerce está preparado para receber muito tráfego sem sofrer quedas ou lentidão.

5.Baixo volume de estoque

Na Black Friday o volume de vendas pode chegar até 5 vezes mais do que em  outros meses do ano. Os itens mais vendidos precisam ser repostos antes dessa data para que as vendas sejam efetuadas.

Experiências nas quais os clientes compram o produto e os mesmos não são entregues por insuficiência de estoque, são favoráveis para perder clientes fiéis e deixar de conquistar novos. Produtos que estão parados em estoque devem ter descontos ainda maiores para que saiam de uma vez por todas.

Em 2019, a Black Friday Brasil acontece no dia 29 de Novembro. A estimativa da empresa de consultoria Ebit/Nielsen, é que o ticket médio de compra fique em R$ 626. O faturamento do  e-commerce deve alcançar R$ 3 bilhões, com aumento de 18% em comparação com o ano passado. 

Quer saber mais sobre ações de marketing que sua empresa pode ter para melhorar a performance na Black Friday? Converse com a equipe ROI Mine.

Entre em Contato


Cadastre-se para receber
informações que te ajudarão
a se destacar no mercado