As técnicas de SEO vão mudar em 2021? Entenda a tendência deste ano!

É fato que o Google faz constantes atualizações para proporcionar a melhor experiência de pesquisa possível aos seus usuários. Estar por dentro das novidades é essencial para conseguir um bom ranqueamento neste buscador. 

Sabemos como é importante para as empresas estar entre as primeiras posições do Google. A questão é: quais as atualizações deste buscador para 2021? Algumas diretrizes mudaram ou se aprimoraram nos últimos meses, principalmente em SEO. 

Desde o começo da pandemia no mundo, no começo do ano passado, o mercado digital cresceu muito. Em um determinado momento, a maioria das pessoas estavam em isolamento social e não podiam sair de casa para comprar o que queriam. 

A única saída foi comprar pela internet. Neste cenário, os e-commerce explodiram e as técnicas de SEO se tornaram mais necessárias do que nunca. Além da venda de produtos e serviços, o acesso a conteúdos na internet cresceu muito.

As pessoas estavam pesquisando respostas o tempo todo. Estes crescimentos não foram passageiros. Embora ainda estejamos passando pela pandemia, a mudança de hábito do consumidor – que agora é online – e a importância do Marketing Digital para empresas vieram para ficar.

Obviamente, tudo isso impactou as diretrizes do Google que ficaram ainda mais rigorosas com a confiabilidade de informações, atualizações de site constante, user experience, entre outras mudanças. 

Independentemente dos motivos, as atualizações do Google estão acontecendo e é bom estar preparado (a) para adequar seu site e conteúdos e permanecer entre as melhores posições deste buscador. 

Acompanhe e saiba as principais mudanças nas estratégias de SEO em 2021.

 

Mudanças nas estratégias de SEO para 2021

Todas as informações citadas a seguir tem como referência o próprio buscador.  Em seu blog, Google Webmaster Central Blog, estão descritas algumas diretrizes usadas para classificar os sites. 

Embora as informações estejam e inglês, o blog disponibiliza informações de diversos anos sobre as qualidades que um site deve ter para ser considerado pelo Google, uma boa página. Confira algumas mudanças em SEO em 2021:

 

Marketing de Conteúdo precisa ser aprimorado com técnicas de SEO

A criação de conteúdo para os sites é uma das principais estratégias de SEO. Ainda será muito importante atualizar o site da empresa com textos e bons conteúdos. Entretanto, com a desinformação durante a pandemia, o Google ficou mais rígido. 

Agora, mais do que nunca, é importante fazer conteúdos robustos, informativos e com dados confiáveis. Precisa ser também, um texto sensível, que toque nas  dores, necessidades e desejos do leitor.

O  objetivo deve ser atender às demandas de seus visitantes, então não é recomendado criar conteúdos apenas visando agradar os algoritmos do Google. Como isso será controlado?

Simples, pelo comportamento do usuário: se o leitor pressiona o botão de voltar e escolhe outro dos vários outros sites nos resultados do buscador,  significa que seu conteúdo não foi relevante ou bom o suficiente. 

Então, considere fazer um conteúdo que de fato tire as dúvidas do usuário, seja verdadeira, sensível e conteúdo interativo, para atrair e reter a atenção dos leitores por mais tempo – e melhorar a taxa de rejeição do site. 

Já conhece o termo EAT?

Afinal, o que significa conteúdo de qualidade para o Google? Basicamente são os textos que atendem as “normas” EAT: expertise, autoridade e confiabilidade.

São conteúdos produzidos por especialistas no assunto (expertise), o site precisa ser uma referência no mercado (autoridade) e ter a confiança do público (confiabilidade).

Estes parâmetros já vinham sendo usados pelos algoritmos, em 2021, vale ter mais atenção com estes pontos e fazer um conteúdo completamente otimizado para as plataformas digitais. 

Qualidade dos hiperlinks será essencial em 2021

As páginas de backlinks, que proporcionam autoridade a uma página precisa ser confiável e de qualidade também. Anteriormente, quanto mais backlinks um conteúdo tivesse, melhor – independentemente da qualidade da página. Isso mudou completamente!

Tamanho dos conteúdos para melhor ranqueamento

Um relatório sobre o estado do marketing de conteúdo indica que o tamanho dos textos devem aumentar neste ano. É uma forte tendência, dado que o Google prioriza as páginas que oferecem conteúdos relevantes, informativos que sanem todas as dúvidas do usuário.

Geralmente, para aprofundar tanto em um tanto, é preciso de textos mais longos e completos. De acordo com este estudo, leituras com mais de 3 mil palavras, conseguem três vezes mais tráfego, quatro vezes mais compartilhamentos e 3,5 vezes mais backlinks do que leituras menores. 

Atualmente, a média de artigos recomendada é de 901-1,2 mil palavras. Segundo estes dados, a partir de agora, o número de palavras recomendado para cada conteúdo deve aumentar bastante em 2021. 

Intenção de busca: tenha atenção!

O algoritmo BERT já é conhecido entre as técnicas de SEO. Essa tecnologia permite a interpretação do Google de pesquisas com linguagem com termos mais coloquiais.

Então, é importante criar conteúdos que correspondam às buscas dos usuários, com linguagem simples e assertiva ao seu público alvo.

Outro ponto importante sobre as buscar é o aumento das pesquisas por voz. Cada dia mais usuários usam a assistente da Google, a Siri da Apple e a Alexa da Amazon para fazerem suas pesquisas. 

Essa tecnologia só tende a evoluir e ganhar mais espaço nas casas das pessoas. Então, uma tendência para 2021 é se preocupar com palavras-chave mais longas. 

Ao contrário do que quando digitam, por voz, as pessoas usam frases mais longas e naturais para pesquisar algo.

 

User experience

Apenas um bom conteúdo não basta. Proporcionar uma boa experiência ao usuário é a maior tendência para 2021. Investir, de fato, em melhorias técnicas no site para tornar a comunicação com os usuários mais rápida, eficiente e interativa. 

Os seus visitantes devem encontrar páginas de carregamento rápido, estáveis, com menus intuitivos e com estabilidade visual – sem diversos anúncios aparecendo de repente na tela. 

Otimização do site para mobile

Outro fator é o uso do mobile para acessar sites. Desde 2019, o Google analisa as páginas para dispositivos móveis como versões primárias e as versões desktop como secundárias.

Isso porque, segundo pesquisas, em 2020 o acesso por mobiles superou as pesquisas em desktop. Então, se ainda não investia na versão mobile do seu site, é hora de começar a priorizá-la. Caso contrário, perderá espaço em 2021. 

Otimize o conteúdo e suas configurações nas duas versões. Este será o segredo para este ano.

Core Web Vitals

O Google lançou os Cores Web Vitals em 2020 para melhorar a experiência do usuário. São eles: 

Large Contentful Paint (LCP); 

First Input Delay (FID);

Cumulative Layout Shift (CLS).

Neste ano, os sites deverão seguir ainda mais à risca essas exigências do Google. Então, o ideal  é manter o tempo de carregamento da página em 2,5 segundos, no máximo.

O FID mede o tempo de interatividade do site. A partir de quanto tempo após o usuário acessar uma página, ele pode  interagir com ela? De acordo com o Google, esse processo deve levar menos de 100 ms.

Por fim, temos o CLS, que se refere ao volume de mudanças inesperadas de layout no conteúdo visual, como o aparecimento de anúncios e alertas. Mantenha esse índice abaixo de 0,1.